Como escolher e implementar indicadores de desempenho: 6 passos importantes

Home > Gestão  > Como escolher e implementar indicadores de desempenho: 6 passos importantes

Os indicadores de desempenho, também chamados de KPI (“Key Performance Indicator”, indicador-chave de desempenho, em português), são métricas ou valores quantitativos utilizados para medir a performance de algo, como por exemplo, gerenciar metas planejadas.

 

Para que os indicadores sejam eficazes e possam de fato contribuir para alcançar e mensurar resultados do seu negócio é importante saber como escolher e implementá-los.

 

As maiores dificuldades nesse processo é o medo de obter resultados não esperados e a definição de indicadores de desempenho que não são assertivos, o que podem acabar gerando dados distorcidos.

 

Se você realmente deseja melhorar a gestão da sua empresa é preciso analisar o momento em que a sua empresa se encontra e escolher indicadores adequados, que devem estar relacionados a objetivos específicos já definidos.

 

PRINCIPAIS TIPOS DE INDICADORES 

 

Cada indústria deve ter seus indicadores particulares, que melhor se encaixam para o tipo de segmento em que atuam, porém, independente do negócio, existem KPIs que podem ser considerados como gerais e que são aplicáveis a qualquer área industrial, tais como:

 


Indicadores de Produtividade:

 

Analisar o tempo e eficiência da produção é importante em qualquer indústria e esses indicadores podem ser utilizados para melhorar o processo produtivo, aumentar o lucro e reduzir custos.Esse indicador também permite analisar o tempo de inatividade de uma máquina, registrar os motivos de tal parada para se buscar soluções, a quantidade de produtos produzidos e onde é possível determinar quanto um trabalhador está rendendopara que se compare aos outros trabalhadores ou com pessoal de outros turnos.

 


Indicadores de Lucratividade:

 

Esse indicador faz parte da área dos Econômicos/Financeiros, que permite medir a relação percentual entre a quantidade total de vendas e o lucro obtido, ou seja, qual o ganho que a indústria consegue gerar sobre o trabalho que ela desenvolve. Além disso, nesse indicador econômico se pode entender qual o ponto de equilíbrio econômico da sua indústria, o montante mínimo necessário de vendas ou serviços prestados para cobrir todos os custos e despesas da empresa e não ter prejuízo.

 


Indicador de Qualidade:

 

Um indicador de qualidade torna possível medir como o produto é percebido pelo cliente, ou seja, ao analisá-lo é possível saber se a empresa atende aos requisitos dos usuários. Esses KPIs resultam de uma média entre o total de erros ou falhas que acontecem num processo e o total da produção.

 


 

Esses indicadores só alguns exemplos mais genéricos que podem ser aplicados em qualquer indústria, conforme falado anteriormente, entretanto, existem aqueles que devem ser escolhidos conforme a necessidade característica de cada negócio. Muitas vezes, um KPI mal definido pode gerar decisões equivocadas e, portanto, é preciso atenção ao trabalhar com indicadores mais específicos. Para isso, vamos te ajudar com dicas para escolher indicadores de desempenho eficientes em 6 passos:

 

Passo 1: O que é realmente importante medir com seu indicador?

  1. a) Evite escolher indicadores em demasiado que farão com que sua equipe perca muito tempo medindo e gerindo informações que têm pouca relevância nos resultados que se esperam.
  2. b) Procure focalizar as maiores dores da sua empresa e crie KPI’s fáceis e rápidos de se colocar em prática.
  3. c) Após algumas medições de dados, analise se há ajustes e melhorias que podem ser feitos nesses indicadores, porém cuidado para não acabar deixando o processo muito extenso ou complexo, definindo indicadores desnecessários.

 

Passo 2: Crie metas que motivem sua equipe.

  1. a) Escolher somente por escolher indicadores não terá repercussão, por isso, você deve pensar no que se deseja com a obtenção dos dados. Para isso servem a metas e elas devem ser criadas para cada indicador, de maneira adequada e que tenha subsídios para ser alcançável, pois se forem muito altas seu time achará que é algo impossível e ficará desmotivado e se forem muito baixas, ele não mostrará todo o potencial da qual tem capacidade em dispor.
  2. b) Ao perceber que um indicador não tenha como ser otimizado, você terá que avaliar se vale a pena continuar medindo com este.
  3. c) Nos períodos sequentes, verifique as metas e suas possíveis modificações em relação às anteriores. Você também pode defini-las juntamente com sua equipe, para que os números sejam mais realistas.

 

Passo 3: Defina responsáveis para cada indicador.

  1. a) Colocar um responsável para cada indicador e suas metas significa que este irá se empenhar em obter os dados necessários e os resultados almejados.
  2. b) Procure escolher pessoas que tenham um perfil de liderança, assim elas poderão contribuir tanto para estimular o time quanto para propor modificações quando forem necessárias.

 

Passo 4: Acompanhe e faça o feedback dos resultados.

  1. a) Para eleger indicadores que funcionem realmente é fundamental incluir as etapas de monitoramento e feedback dos resultados. Para isso, é de extrema importância que se defina o período em que isso ocorrerá para cada indicador, como medição diária, semanal, mensal, trimestral, etc.;
  2. b) Ao obter os dados, você poderá ter o retorno do que foi levantado, ou seja, se algum resultado estiver abaixo do esperado, deverá se pensar em algo para que este cenário seja mudado, pois a prioridade é sempre tentar alcançar as metas, manter a equipe inspirada a dar seu máximo para não perder tempo medindo informações que não tenham utilizada.

 

Passo 5: Mantenha seu time informado sobre os indicadores.

  1. a) A transparência em relação aos indicadores de desempenho é fundamental para que se consiga uma equipe disposta a bater metas e empenhada a melhorar os resultados do negócio. Afinal, onde não há comunicação correta, não se saberá em que situação a empresa se encontra e de que forma se pode ajudar;
  2. b) Procure estipular reuniões periódicas para mostrar os indicadores globais à toda equipe e por setores, para que seja possível debater indicadores específicos de cada área.
  3. c) Utilize-se de ferramentas visuais, como gráficos, figuras, murais impressos ou displays para mostrar indicadores e metas atualizados, demonstrando de forma simples e objetiva, evitando possíveis confusões de entendimento entre o time.

 

Passo 6: Utilize um software para avaliar os indicadores.

  1. a) Para evitar erros, perda de dados e ter uma medição precisa dos resultados da sua indústria é recomendado que se faça o uso de softwares integrados à sua produção para mensurar e dispor informações sobre materiais utilizados, relatórios etc.;

 

Seguindo essas dicas você vai conseguir determinar indicadores eficazes para a sua indústria, tornando seu processo mais produtivo.

 

A Colet possui sistema ERP voltados para os segmentos: Metalmecânico, Curtumes, Plástico, Tratamento Térmico e Têxtil, que podem auxiliar você a ter melhores resultados na sua indústria, através do levantamento preciso de resultados dos indicadores, evitando erros ou perda de informações, assim como agilizar a mensuração e organização de dados.

 

Dentro do nosso sistema possuímos um módulo chamado COLET Painel de Bordo que funciona para todos os segmentos e é possível acompanhar indicadores de desempenho. Veja algumas telas desse módulo:

 

consulta de indicadores    Relatorio de indicadores

painel de bordo 2

painel de bordo

cadastro de tipo de indicador

Quer saber mais sobre o nosso sistema? Nos enviei um e-mail: contato@coletsistemas.com.br

Sem comentários
Deixe um comentário